Sem categoria

Cuidado: Ela é letal.

Era uma vez…

Não, não iremos começar com os clichês das histórias dos contos de fadas. Vamos falar dela, que não é nada tradicional, que vêm com o seu jeito único e intrigante e que sempre o deixa com aquela pulga atrás da orelha por não saber o que realmente ela quer. Mas, e quem é que foi que te disse que ela não sabe mesmo? Talvez seja você que não esteja prestando atenção.

Ela acredita que se precisar te falar os seus desejos significa que você não está de fato interessado, ela jamais fará joguinhos ou esconderá suas vontades, mas espera que você tenha pelo menos a noção básica para ler as entrelinhas. Se você olhar rapidamente apenas irá notar a sua casca: Roupas extravagantes, maquiagem sempre presente, unhas coloridas, riso escandaloso, personalidade forte e um pouco marrenta.

Mas se gastar mais do que 5 minutos poderá notar que ela curte sua banda preferida, ama livros, acampar, e que sempre estará disposta a se jogar em seu mundo, desde que você tenha tal afeito pelo dela também. Ela não vai precisar da sua ajuda para destapar o pote de azeitonas, para matar uma barata, para aprender jogar truco, ou para buscar a segunda rodada de cerveja, mas ela vai amar receber um carinho quando estiverem em público, ou andar de mãos dadas apenas para se perderem por aí.

Ela não precisa de presentes caros, ela só precisa que você seja presente em sua vida, principalmente nas crises existenciais, nos dramas, nas infinitas DR´s, na porra da TPM e nos dias de chuva, e se você aparecer em pleno sábado à noite para fazê-la sorrir, ela saberá te compensar como se todos os dias fossem o seu aniversário.

Ela não liga para declarações piegas, ela presa por atitudes, e se você tiver teorias e cagar na prática ela simplesmente irá perder o tesão, e pasmem vocês, mas ela também tem desejos, vontades, e ela não quer compartilhar com o seu melhor amigo, ou com o novo vizinho, é pra você e com você que ela quer realizar um a um, então não seja do tipo possessivo, isso dá tédio e a faz perder a vontade.

Ela não vai precisar de carona para a faculdade, ela vai ter os próprios programas com as amigas, vocês iram para festas separados sem que ela surte ou faça a lista dos prós e contras, ela vai dançar a noite inteira e dar fora em todos os outros caras, e no final da noite ainda vai te contar como tudo foi e o quanto você fez falta. Ela tem a plena certeza que a partir do dia que te escolher será porque você mostrou a diferença.

Ela não vai ficar perguntando quem é a Josefina que comentou no seu status do Facebook, ela nunca vai querer dividir um perfil de casal, e não vai te encher de declarações, mas ela vai te mencionar em infinitos posts que ela achar interessante, vai te mandar coisas idiotas que te arrancaram risadas, e ao findar do dia você jamais irá dormir sem ter um sorriso no rosto, proporcionado pela garota que não é de falar “eu te amo”, mas que sabe amar como ninguém.

Ela ama futebol, assiste UFC, é safa nos game, não tem medo de falar o que pensa, ela é moça para casar sim, mas não agora, porque antes disso ela deseja que você tenha certeza de que quer ficar por aqui, no meio da bagunça do seu quarto, dos seus gostos peculiares, e do seu mal humor matinal. Ela quer fazer contigo uma viagem, quem sabe irem a uma praia de nudismo, a uma casa de Swing, ou simplesmente fazerem uma despedida de solteiro juntos? Ela não vai ter os mesmos pontos de vista que você, ela não vai te pedir para ficar, ela apenas te apresentará motivos e vai torcer para que fique.

Não espere que ela implore por atenção, ela tem um tórrido relacionamento com seu amor-próprio, mas de vez ou outra pode falar que sentiu falta de conversarem porque ela vai te confessar que também estava pensando em você. Não espere que ela planeje a planta da casa ou o nome dos filhos logo depois do primeiro beijo, o máximo que ela pode lhe dizer é que vai querer te ver de novo, e se ela dizer? Sinta-se sortudo, porque ela é daquelas que não tem medo da própria companhia, e antes só do que acompanhada de gente chata.

Ela não nasceu para ser Amélia, e vai entender se você optar por alguém frágil, submissa e que esteja prontamente a postos para executar todas as suas vontades, aquela que está entre as preferidas da família tradicional brasileira, ela nunca generaliza, mas sabe que uma grande parcela dos caras de hoje em dia prefere as menininhas, mesmo que no final do dia o que realmente lhe tiram do sério é aquela mulher que não liga no dia seguinte, que tem ar de mistério e que não se intimida com um rosto lindo e um sorriso encantador.

Se você achar que ela é muito barulho, confusão e gritaria, tenha a plena certeza que ela realmente é, mas saiba que ela também sabe ser calmaria para dias apressados, abraço para os dias frios, colo para os pesados, e amor para todos os outros, basta você mostrar o que você quer, e ela irá saber como lhe retribuir, porque antes de tudo, ela aprendeu que antes de se doar, ele tem que ser apto para receber. O porquê disso? Ela cansou de pessoas que passam por sua vida como brisa de verão, e não se mantem mais aonde não exista a tal da reciprocidade.

-Re Vieira!

Anúncios
Sem categoria

Nossa história começou em fevereiro no início das aulas da faculdade.
Sentei lá no fundão e observei todos os meus novos colegas que já estavam ali.
Você chegou faltando 5 minutos pra iniciar as aulas. Todo nerd, a barba mal feita, camiseta de série, all star vermelho com um copo de café.

Mal olhou pra ninguém, sentou, tomou o café e esperou o professor.

Eu pensei que moço mais estranho. Sem curiosidade nem nada.
Me passou pela cabeça talvez fosse um tanto tímido ou é daqueles que não liga pra nada e nem ninguém.

Torci pra que fosse a primeira opção, pois tive uma leve impressão que seria legal ser sua amiga.
Até tentei me aproximar mas todas as oportunidades me trouxeram resultados negativos.

Passou dias e dias assim nessa ladainha. Tava quase desistir de tentar algum vínculo até que pra minha surpresa ele veio até a cadeira do lado e soltou

– Oi, vamos fazer algo depois da aula?

Sem pensar muito respondi:

– Vamos sim.

Acabou a aula. Fomos pro bar na frente da faculdade e ali pude conhecer o moço que tanto me despertava curiosidade. Ele era incrível, inteligente, despojado, mas à conversa partiu para um rumo meio estranho. Não tinha química nenhuma, era como se fossemos amigos de infância ou algo do tipo. Descobrimos que tínhamos amigos em comum, que íamos ao mesmo pub e tudo mais. Então aquele pontinho de interrogação logo me veio na cabeça: por onde é que esse cara andava?

Mas tem coisas que é melhor deixar pra lá. Não existia química, mas o impressionante é que o cheiro do perfume dele não saia da minha cabeça. Foi uma daquelas noites em que o sono entra em choque com o cérebro e não tem jeito, insônia na certa.

Pela primeira vez fiquei o dia todo contando as horas para ir pra faculdade. Até um batonzinho novo eu comprei para ficar mais charmosa pro boy. Então pensei, ai meu Deus devo estar ficando louca, não vai rolar absolutamente nada entre a gente.

Mas mesmo assim fui um pouquinho mais bonitinha (risos). Chegando lá ele como sempre atrasado não estava. Minhas unhas nessa hora já não existiam mais, o suor nas mãos incomodava ao ponto de secar no vestido mesmo. Então quando faltavam 2 minutos para iniciar a aula ele chegou. Veio logo na minha direção e me disse “não vá embora sem antes falar comigo” falei ok. Mas o coração quase saiu pela boca, coitado do vestido já estava todo amarrotado de tanto esfregar as mãos. Nem sei sobre o assunto da aula, meu desejo era que o horário passasse logo.

Então na hora da saída ele veio na minha direção e me perguntou se ele poderia me acompanhar. Respondi claro que sim. Pra minha surpresa ele me disse que ficou pensando em mim o dia inteiro e que não conseguiu nem se concentrar no trabalho. Minha vontade era dizer eu também (risos) me convidou pra tomarmos algo no barzinho ali na frente da faculdade mesmo, e fomos conversar. Falamos da vida, dos amores, dos planos que tínhamos para o futuro e tudo mais. Os olhos brilhavam, a química que estava escondida surgiu como brasa na pele, o encontro dos olhos arrepiavam a alma e então eu pude perceber e pensar “é ele” só sei que depois daquele começo de fevereiro já se foram quase seis primaveras.

Algumas coisas mudaram é bem verdade. Éramos dois jovens sem muita responsabilidade, mas que tiveram a sorte de sentir o encanto do amor, sem ao menos imaginar. Hoje nossos sonhos se tornaram um só. A barba é que não existe mais, mas aquela camisa de série e o all star vermelho, não tem jeito. Ainda continuam os mesmos.

Sabrina Hoier

luiz

Contos e crônicas.

Um dia fomos uma história bonita a se escutar.

Você saiu, bateu a porta e não olhou para trás, e de toda aquela bagunça que você havia arrumado quando chegou, paredes rachadas e aqueles móveis bagunçados que haviam dentro do meu coração, tudo ficou em ruínas novamente.

Com uma só batida de porta você acabou com tudo que construímos em meses, e então eu passei dias a tentar ajuntar meus cacos, e estava tudo indo bem até chegar a fatídica “Sexta-feira”, com certeza serão os dias mais doídos das próximas semanas e talvez dos próximos meses, pois era o dia da semana que dedicávamos unicamente a nós. Dia de assistir filmes, de comer guloseimas e de planejar o tão sonhado futuro.

Mesmo dia que hoje passo mergulhada em tristeza e solidão, tentando entender o porquê de tudo isso, o porquê de você partir levando contigo um pedaço de mim, um pedaço que jamais será substituído.
E é engraçado falar disso tudo pois nunca se quer almejamos um futuro ao lado do outro, no entanto quando víamos já estávamos fazendo planos, comprando móveis e escolhendo os nomes dos filhos.

A gente não entendia essa relação, mas a gente se entendia e pra nós isso bastava, mas você partiu. Nosso castelo desmoronou sem que ao menos eu pudesse fugir, quando me dei conta estava sentada no chão da sala em prantos olhando para a porta que você havia saído.

É, você se foi e só me deixou desespero, o mesmo de quando acordo no meio da madrugada, te procuro na cama e não te acho, o mesmo desespero de quando vou ao nosso quarto e ainda sinto seu perfume.

Com tudo percebi que relacionamentos são como uma bolha de sabão, linda aos olhos, mas podem “explodir” a qualquer momento. A nossa bolha de sabão explodiu e confesso, já não tenho mais fôlego para soprar outra.

Djessy

Kaique

 

Sem categoria

PARTE 2ELE

Moça, não acreditei quando li esse texto. Como a vida brincou com a gente, né?

Enquanto lia esse texto escrito por você, comecei a lembrar de quando a gente se conheceu.

Vi você chorando na escada da escola, algum idiota havia partido seu coração. E pensar que durante toda a minha vida eu era o idiota, o pegador que partia o coração das garotas e colecionava-os.

Mas te ver ali, mudou tudo o que eu pensava sobre a vida, odiava quem quer que tenha feito aquilo com você e odiava a mim por ser igual todos os caras que passaram na sua vida.

Ao te ver chorando só conseguir sentar ao teu lado e te abraçar. No começo você se assustou com a minha atitude, um estranho que se aproxima do nada e te abraça.

Mas você não recuou, acabou me abraçando, naquele momento você precisa de socorro.

Eu era o seu socorro, eu vim pra te salvar, pra te defender, eu vim pra te amar.

Mais sabe qual foi o nosso problema, eu e você era extremos opostos.

As pessoas tinham receio com a nossa aproximação. Tinham medo de eu atrapalhar você de alguma forma, de ser igual todos os garotos que passaram pela sua vida.

Mais você não se importou, se tornou a minha melhor amiga e cada dia que passava ao teu lado eu me apaixonava por você. Cada detalhe, cada sorriso, cada história, você mim conquistava.

Mais você estava na fase de si amar, depois de tantos amores que vieram e não ficaram você desistiu de amar os outros, era a sua hora de receber seu amor e toda intensidade que existe aí dentro.

Eu só consegui me arrepender por não ter chegado antes não sua vida, por não ter sido a diferença que você precisava.

Eu sempre adivinhava o que você sentia, sempre adivinhava o que passava na sua cabeça, isso até te irritava, mas tínhamos uma combinação, uma ligação incrível, que falhou na questão mais importante.

Que você me amava.

Você sempre gritava para o mundo o que sentia e o que pensava. Porque não disse que me amava?

Porque você escondeu aquilo que ia mudar a nossa vida?

Eu estava pronto pra te amar, pra te fazer ficar e mostrar que toda a minha vida tinha mudado por você.

Mas você não me deu oportunidade de te amar. De te dizer o quanto você é importante.

O que nós sentimos não vai ficar só na amizade. E que onde quer que você esteja ou o que esteja fazendo, eu tô aqui te esperando.

Encerro este texto dizendo uma só coisa, que te amo com todas as forças que me restaram. Você já se amou demais, está na hora de me amar, quero uma chance para a nossa história…

amandinha

Contos e crônicas.

Aquele amor.

Sim, a vida é uma caixinha de surpresas. Infelizmente não podemos controlar tudo oque acontece, nada dura pra sempre. O que foi o nosso caso, o nosso “para sempre” não passou de 2 outonos, infelizmente.

Mas não culpo a vida ou até mesmo o destino.. O destino até tentou nos juntar e por certo tempo conseguiu, mas a gente só consegue perceber a beleza do dia quando a noite cai.
Houveram tantos erros de ambas as partes, tantas brigas, tanto orgulho bobo, meses sem nos falarmos, e tudo foi morrendo, tanto dentro de mim quanto em você.

Não digo que foi só perca de tempo, a gente foi feliz sim, e muito. Mas também fomos idiotas deixando a chama do nosso amor se apagar. O interesse foi sumindo, a cumplicidade se acabando, as trocas de carinho deram lugar as constantes brigas e discussões.

Aos poucos fomos deixando de ser “um feito de dois”. Ainda tentei te procurar novamente, mas já era tarde demais, a sua vida andou e a minha também, confesso que não sinto nem um terço do que já senti por você um dia, mas mesmo assim ainda queria você em minha vida. Porém, existem coisas que não podemos decidir não é mesmo?

Foi ótimo ter você em minha vida, mas o “nós” acabou. Como diria Maneva: “O destino não quis a gente junto pra sempre, mas foi um privilégio me encontrar com você”

Kaique

 

Contos e crônicas.

Se aquieta menina!

É normal uma vez ou outra voltarmos no tempo, querer reviver momentos, pelas experiências mais que boas, e os momentos no qual foram perfeitamente vividos. Sim, é normal.

As vezes queremos reviver pelo prazer que era ter alguém no qual você dividia todos seus desejos, por compartilhar suas madrugadas de diversão, aquelas que passavam tomando “porres” e sorrindo, por um simples prazer das afinidades.

Mas, mais importante do que foi vivido, é o que você tem para viver. Olhar para o passado cega o seu futuro garota. Melhor do que voltar à aquilo que lhe parece convidativo, é continuar caminhando, dando novos rumos, sem medo de onde terá de pisar, ou do que teme encontrar, somente sozinha poderá ouvir a voz da solidão e construir em você aquilo que chamamos de amor próprio.

Isso lhe prepara para aqueles que quando chegarem até você, não ousarem te amar menos do que já se ama. E então só assim, provavelmente em um desses caminhos você encontrará o que precisa, sem ter de retomar ao que já teve.
Pois como dizia aquelas sábias palavras de Mário Quintana:

“O segredo não é correr atrás das borboletas. É cuidar do jardim para que elas venham até você. No final das contas, você vai achar, não quem você estava procurando,
mas quem estava procurando por você!”

Vitória

 

Contos e crônicas.

Quero uma chance para nossa história!

PARTE 1ELA

Logo no começo eu achei que éramos feitos um para o outro, a combinação perfeita.

Todos diziam que éramos diferentes e nunca íamos dar certo, ignorei minha mãe, os amigos, os sinais e até minha razão, por que eu te amava, mas no final escolhi o silêncio.

Silenciar e deixar o silêncio falar por mim, foi a única coisa que eu conseguir fazer.

Só que cada um interpreta o silêncio da sua forma e eu não posso te culpar por interpretar errado, se é que existe errado quando a questão é silêncio.

Mas pensei que você fosse perceber, você era meu melhor amigo, você é meu melhor amigo, sempre adivinhava o que eu estava sentindo e pensando, até quando eu não sabia. Você sempre soube de tudo, mas uma coisa você não soube, que eu te amava ou será que você sabia?

Isso eu nunca vou saber, porque nunca fiz nada. Esse foi o meu maior erro, eu nunca fiz nada.

Eu não disse, eu não expressei, eu não demonstrei.

Mas tudo o que eu sentia morre aqui nestas linhas.

Você continuará sendo meu melhor amigo, com todo esse seu jeitão desencanado e esse sorriso irônico.

No final o silêncio foi a melhor coisa, pois não perdi meu melhor amigo.

Nós nunca seríamos o casal Isabela Freitas e Pedro Miller, e sempre vou pensar como seríamos juntos.

Boa sorte na sua vida, por que eu sigo em frente a minha, fazendo tudo pra dar certo.

De todos os amores, eu agora escolho o próprio!

amandinha